Turma do STJ decide por libertar Temer e coronel Lima » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 03-06-2020 » Caso gerou atos nos EUA | Outros 3 ex-policiais serão acusados pela morte de Floyd 03-06-2020 » Futebol | Barcelona reforça foco em Neymar mesmo com corte de agente brasileiro 03-06-2020 » Bahia | Polícia interrompe culto evangélico e festas da pandemia 03-06-2020 » Nina Lemos | Antifas e antifascistas: quem são? Vieram de onde? Por que lutam? 03-06-2020 » Alexandra Loras | Quem é a jornalista que expôs Waack ao vivo por caso de racismo 03-06-2020 » Muita bateria | Xiaomi: novos celulares de linha 'sucesso' custarão até R$ 4.199 03-06-2020 » Rede de restaurantes | Coco Bambu encerra suspensão de contrato e demite 20% da equipe 03-06-2020 » Ainda é secretária | Cargo de Regina Duarte na Cinemateca já está descartado 03-06-2020 » Assista | Campanha homofóbica de aliado de Putin gera polêmica na Rússia 03-06-2020 » Caso em 2007 | Prisioneiro alemão vira suspeito pelo sumiço de Madeleine McCann 03-06-2020 » Um (novo) adeus para Karev | Desfecho de um dos personagens mais populares de 'Grey's Anatomy' desagradou fãs e originou fanfics 03-06-2020 » Nossa | Casal Rueda leva comida afetiva da família para novo serviço de delivery 03-06-2020 » Conheça Valéria dos Santos | 'É um grito de quem o filho levou uma chibatada, um grito da senzala' 03-06-2020 » No sul do México | Achado o mais antigo e grandioso monumento da civilização maia 03-06-2020 » Josias de Souza | Governo denuncia o crime do racismo cometendo-o 03-06-2020 » Tostão | Eu e Pelé nos entendíamos cada vez melhor 03-06-2020 » Ruy Castro | O problema de governar a cavalo 03-06-2020 » Esper Kallás | Esse é um vírus que muda pouco 03-06-2020 » Maria C. Trevisan | Racismo nos EUA e atos anti-STF: o que há em comum 03-06-2020 » Juca Kfouri | E o futebol move a política outra vez
Publicidade
14 de maio de 2019

Turma do STJ decide por libertar Temer e coronel Lima

Foto Reprodução

O ex-presidente Michel Temer (MDB) deixará a prisão. A decisão foi tomada hoje (14) pela Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça. Após o voto do relator pela liberdade do emedebista, a ministra Laurita Vaz também acompanhou a tese do habeas corpus do ex-morador do Palácio do Planalto e do seu amigo, o coronel Lima. Como a turma é composta por quatro membros, com dois votos a favor, Temer deve ser solto, uma vez que mesmo que os outros dois votos sejam contrários ao seu pedido, vale o in dubio pro reo – expressão latina que significa literalmente na dúvida, a favor do ré. “Não há razão concreta para se impor a prisão preventiva, uma vez que não há risco à ordem”, anotou Laurita. Antes, no entanto, a ministra disse que o Brasil precisa “ser passado à limpo”. “Entretanto essa luta não pode virar caça às bruxas com tochas nas mãos, buscando culpados sem os cuidados com os princípios. É dever do Judiciário garantir para todos os acusados o devido processo legal. Todo cidadão, tem a favor de si a presunção de inocência. O que lhes assegura o direito de responder ao processo em liberdade”. Temer é suspeito de liderar uma organização criminosa que, segundo o Ministério Público, teria negociado propina nas obras da usina nuclear de Angra 3, operada pela Eletronuclear. O ex-presidente é acusado de ter cometido os crimes de corrupção, peculato e lavagem de dinheiro. De acordo com a Exame, a Sexta Turma é considerada mais “garantista” e menos “linha dura” que a Quinta Turma do STJ, que manteve a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá, mas reduziu sua pena de 12 anos e 1 mês de prisão para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão.


VOLTAR