Vitória da Conquista: Anvisa manda apreender gel de massagem em todo o país por falsificação » Rede Acontece
Últimas
21-02-2019 » Audiência no Senado | Damares critica ativismo e rebate ministro do STF sobre questão de gênero 21-02-2019 » Desastre em Brumadinho (MG) | Bombeiros acham almoxarifado soterrado; há indícios de corpos 21-02-2019 » Texto entregue ao Congresso | Oposição tranca pauta na Câmara em protesto à reforma da Previdência 21-02-2019 » Marcelo Antônio, do Turismo | Ministro pede para STF suspender apuração de laranjas do PSL em MG 21-02-2019 » Tema em discussão no STF | Fachin defende criminalizar homofobia e aplicar Lei de Racismo 21-02-2019 » Crise no país vizinho | Nicolás Maduro manda fechar a fronteira da Venezuela com o Brasil 21-02-2019 » Impasse | Sem acerto, direção do Corinthians se irrita com postura de Romero 21-02-2019 » Novo smartphone | Confira sete novidades do Galaxy S10 da Samsung 21-02-2019 » Caso tríplex | Ministro do STF nega mais um pedido de liberdade a Lula 21-02-2019 » SUV 'acupêzado' | Renault Arkana é registrado no Brasil e deve sair até 2021 21-02-2019 » Impasse continua | Globo aceita exibir parceiros da Conmebol apenas na TV paga 21-02-2019 » Caso Daniel | Audiência tem risada de réu e acenos da família Brittes; advogado faz críticas 21-02-2019 » Em São Bernardo | Governo de SP diz que buscará comprador para fábrica da Ford 21-02-2019 » Antimusa do Carnaval | Lívia Andrade rejeita ser 'certinha': 'Empoderada? Minha vida me fez assim' 21-02-2019 » Mulheres em profissões 'invisíveis' | 'Se some algo, sempre suspeitam de quem faz a limpeza'; leia relatos 21-02-2019 » Buscas continuam em Brumadinho | 'Quanto mais tempo passa, mais difícil', diz bombeiro símbolo de MG
Publicidade
17 de julho de 2018

Vitória da Conquista: Anvisa manda apreender gel de massagem em todo o país por falsificação

Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a apreensão, em todo o território nacional, do produto cosmético Pomada Negra, sem registro no órgão regulador e sem número de lote de fabricação, produzido em dezembro de 2017, com prazo de validade de 36 meses. A fabricante é a empresa Edilma de Sá Vasconcelos, localizada em Vitória da Conquista (BA), que não tem autorização de funcionamento.

De acordo com a Anvisa, as características da pomada são divergentes das que constam da embalagem do produto regularizado pelo órgão, tratando-se portanto de falsificação. A ordem para apreensão do produto é uma “medida de interesse sanitário”.

A Pomada Negra é usada para alivia tensões musculares, dores nas articulações, artrite, artrose, lesões, contusões e reumatismo. O anúncio do produto — vendido como gel de massagem — informa que é composto por óleo de pinheiro bravo, óleo de erva baleeira e óleo de copaíba que tem ação anti-inflamatória e de relaxante muscular.

A determinação da Anvisa conta da Resolução 1.888, publicada nesta terça-feira, dia 17, no Diário Oficial da União.


VOLTAR