Vitória da Conquista: Vereadores de Itambé e Cândido Sales participam de audiência realizada pela Câmara Municipal » Rede Acontece
Últimas
22-02-2019 » Desastre em Brumadinho (MG) | Corpo é achado em almoxarifado, e nº de mortos vai a 176 22-02-2019 » Mudanças na Previdência | Como nova proposta para a reforma da Previdência pode afetar as mulheres 22-02-2019 » Criminalização da homofobia | Quem tem coração vê discriminação a LGBTs, diz Barroso ao votar no STF 22-02-2019 » Módulo Beresheet | Nave privada israelense está a caminho para tentar pouso na Lua 22-02-2019 » Fábrica vai fechar | Papel de Doria não é ser corretor de imóveis da Ford, diz sindicato 22-02-2019 » Por R$ 51 milhões | Palmeiras encaminha venda de Deyverson para time chinês 22-02-2019 » Em São Paulo | Covas decide desativar Minhocão e fazer parque suspenso 22-02-2019 » Custeará VAR | CBF anuncia Supercopa e restringe trocas de técnicos 22-02-2019 » Crise no país vizinho | Bolsonaro mantém envio de ajuda à Venezuela apesar de bloqueio 22-02-2019 » Dificuldades se acumulam no país | Relembre 6 momentos que explicam a crise que assola a Venezuela 22-02-2019 » Paulo Sérgio Pinheiro | Ex-ministro: Discurso violento de líderes cria clima de 'liberou geral' 22-02-2019 » Material enviado a todos franqueados | Escolinha de Ronaldo sugere publicidade infantil e mentir aos pais em guia 22-02-2019 » Investigação do MP e MPF | SP teve pelo menos 60 candidatas laranjas nas eleições de 2018 22-02-2019 » Múltiplas fraturas na face | Mulher espancada por 4 horas no Rio terá alta nesta sexta 21-02-2019 » Caso Del Nero | Palmeiras pode ser rebaixado? Falta de notificação da Fifa alivia clube 21-02-2019 » Carmen Flores não foi eleita | Candidata de Bolsonaro no RS repassou verba pública a filha e neta
Publicidade
19 de dezembro de 2015

Vitória da Conquista: Vereadores de Itambé e Cândido Sales participam de audiência realizada pela Câmara Municipal

Imagem Divulgação

Imagem Divulgação

Foi realizada na tarde dessa sexta-feira (18), na Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC), uma audiência pública que discutiu a situação da Bacia do Rio Pardo na Região Sudoeste da Bahia. Esse encontro finalizou uma série de Audiências feitas em outras cidades da região (Cândido Sales, Encruzilhada, Itambé e Ribeirão do Largo), que trataram da escassez de água no Rio Pardo por causa da estiagem.Vereadores das cidades de Cândido Sales e Itambé, participaram das discussões. Arnaldo Ferraz (PSB), vereador de Cândido Sales disse que historicamente tem se subestimado com o assunto da água. “Rotulam que a água deve ser tratada pelo Partido Verde (PV)”. Lembrou o quanto “relaxamos com esse tema tão vital para vida”. Ferraz disse que esse levante foi iniciado em Cândido Sales e que “verdadeiramente chegou a um patamar em que a sociedade civil e a Câmara de Cândido Sales teve que se mobilizar em relação ao rio”. Lembrou que o Rio Pardo atende 30 municípios e destacou que é um tema complexo. Genes Lima (PR), vice-presidente da Câmara de Cândido Sales disse que está muito preocupado com a escassez de água na cidade na região.“Muitos se preocupam com bens materiais, dinheiro e fortuna e não se preocupam com a água. Água é vida, sem ela não sobrevivemos”, lamentou. Ele disse que a Câmara de Cândido Sales, junto com cidades circunvizinhas que dependem do Rio Pardo, realizam essa discussão que é um incentivo, “demos o primeiro passo para as autoridades acordarem”. Lembrou que se o Rio Pardo secar todos “nós vamos sofrer e quem sabe morrer de sede”. O vereador Irineu Filho (PRP), vice-presidente da Câmara de Vereadores de Itambé, relatou a situação calamitosa que seu município vem enfrentando com a falta d’água. Para ele, o problema é causado pela má gestão dos recursos hídricos. O parlamentar criticou a Embasa e cobrou a construção de uma barragem que, segundo ele, pode resolver o problema hídrico pelo qual passa a região. Irineu parabenizou o deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB) e lamentou a inércia dos deputados para os quais fez campanha, um deles Bruno Reis (PRP), atualmente licenciado para ocupar o cargo de Secretário Municipal da Promoção Social de Salvador. A vereadora de Itambé, Alecciane Gusmão (PSB), lembrou que essa audiência é a quinta realizada na região. Antes de Conquista, aconteceram encontros em Cândido Sales, Encruzilhada, Itambé e Ribeirão do Largo. Para ela, todas foram importantes e agora o que se espera é a revitalização do rio e o atendimento das comunidades que enfrentam a falta d’água. O vereador em Cândido Sales, Alexandre Carvalho (PSB), afirmou que as dificuldades na questão hídrica são antigas como a devastação das matas ciliares que prometem as margens dos rios, apesar de serem protegidas por lei. Ele defende a criação do comitê de bacia, mas acredita que é necessário implantar outra organização regional com maior poder de negociação. A parlamentar Regina Lúcia Fernandes (PCdoB), da Câmara de Itambé, destacou a importância da participação popular nesse tipo de discussão. Ela lamentou que o povo quase nunca é estimulado a colaborar nas discussões sobre a gestão pública. Para ela, os municípios envolvidos na discussão sobre o Rio Pardo são jurados que vão decidir o futuro do rio. Regina criticou a falta de apoio da presidente da Câmara de Itambé que, apesar de os vereadores terem votado favorável, recusou-se a custear as despesas com a participação dos edis nas audiências sobre o Rio Pardo. O vereador de Cândido Sales, Robson Freitas (PSDB), segundo ele o problema hídrico é fruto de um somatório de problemas como a falta de educação para o uso da água, o desmatamento de matas ciliares, a extração de areia das margens do rio entre outros. Ele acredita que a mobilização regional é importante e deve ser estimulada, sobretudo observando a obediência à legislação ambiental. Ivano França (PR), vereador de Cândido Sales, afirmou que se trata de um momento importante para os municípios. Ele lamentou que políticos do passado não atentaram para a gravidade da questão hídrica e não tenham efetivado ações. O parlamentar acredita que o problema poderia ter sido encaixado no orçamento do Programa de Aceleração do Crescimento 2. Ainda assim, defende a construção de barragens como solução para a falta d´água. França sugeriu a formação de uma comissão mista para debater com o Estado uma solução. A vereadora Claudiane Morais (PMDB), de Cândido Sales, defendeu que os legislativos fiscalizem de forma mais rígida as prefeituras. No caso específico do Rio Pardo, ela cobrou das gestões municipais ações mais eficientes como fomentar a educação ambiental nas escolas. A vereadora lembrou que seu município, em 2014, foi o quarto que mais desmatou na Bahia.


Tags:
VOLTAR