Wagner diz que "drama fiscal" justifica reajuste previdenciário de Rui: "Medidas necessárias" » Rede Acontece
Últimas
21-02-2019 » Audiência no Senado | Damares critica ativismo e rebate ministro do STF sobre questão de gênero 21-02-2019 » Desastre em Brumadinho (MG) | Bombeiros acham almoxarifado soterrado; há indícios de corpos 21-02-2019 » Texto entregue ao Congresso | Oposição tranca pauta na Câmara em protesto à reforma da Previdência 21-02-2019 » Marcelo Antônio, do Turismo | Ministro pede para STF suspender apuração de laranjas do PSL em MG 21-02-2019 » Tema em discussão no STF | Fachin defende criminalizar homofobia e aplicar Lei de Racismo 21-02-2019 » Crise no país vizinho | Nicolás Maduro manda fechar a fronteira da Venezuela com o Brasil 21-02-2019 » Impasse | Sem acerto, direção do Corinthians se irrita com postura de Romero 21-02-2019 » Novo smartphone | Confira sete novidades do Galaxy S10 da Samsung 21-02-2019 » Caso tríplex | Ministro do STF nega mais um pedido de liberdade a Lula 21-02-2019 » SUV 'acupêzado' | Renault Arkana é registrado no Brasil e deve sair até 2021 21-02-2019 » Impasse continua | Globo aceita exibir parceiros da Conmebol apenas na TV paga 21-02-2019 » Caso Daniel | Audiência tem risada de réu e acenos da família Brittes; advogado faz críticas 21-02-2019 » Em São Bernardo | Governo de SP diz que buscará comprador para fábrica da Ford 21-02-2019 » Antimusa do Carnaval | Lívia Andrade rejeita ser 'certinha': 'Empoderada? Minha vida me fez assim' 21-02-2019 » Mulheres em profissões 'invisíveis' | 'Se some algo, sempre suspeitam de quem faz a limpeza'; leia relatos 21-02-2019 » Buscas continuam em Brumadinho | 'Quanto mais tempo passa, mais difícil', diz bombeiro símbolo de MG
Publicidade
4 de dezembro de 2018

Wagner diz que “drama fiscal” justifica reajuste previdenciário de Rui: “Medidas necessárias”

Foto Rede Acontece

O senador eleito Jaques Wagner (PT) afirmou que o governador Rui Costa (PT) está tomando as medidas necessárias para o reequilíbrio das contas. O chefe do Palácio de Ondina enviou para a Assembleia Legislativa da Bahia um “pacotão” de medidas de austeridade – que incluem o polêmico reajuste da alíquota da Previdência (que sobe para 14%). A medida foi motivo de duras críticas das centrais sindicais nos últimos dias.

“A gente não pode encarar as medidas isoladas da conjuntura fiscal e econômica do Estado e do Brasil. O governador deixou muito claro o problema que nós temos na Previdência. Eu, por exemplo, quando cheguei ao governo a Previdência tinha um déficit de R$ 400 milhões. Rui encerra o ano com R$ 4 bilhões de déficit. E a Bahia é o último estado que toma essa medida. Praticamente todos os estados do Nordeste já tem alíquotas superiores”, disse o senador ao BNews, durante o evento “Diálogos Capitais”, realizado na noite desta segunda-feira (3), em Salvador. “Infelizmente, por um drama fiscal, algumas medidas não são as melhores, mas evidentemente são as necessárias”.

Indagado sobre o acordo entre os deputados estaduais em torno do nome de Nelson Leal (PP) para assumir a Presidência da Casa legislativa estadual, Wagner comemorou o entendimento na base. “Na medida em que foi um acordo, foi bom. Os quatro candidatos se reuniram e foram ao governador dizer que queriam fazer o acordo – apesar de termos uma base maior que tínhamos”, disse o petista. “Na política, tudo que é feito por acordo é sempre bem-vindo”, completou.


VOLTAR