Wagner informou a empresários que Dilma sabe que não vai se recuperar, diz coluna » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 21-05-2019 » A Dona do Pedaço | Opinião: Estreia fascina e constrange como as melhores novelas 21-05-2019 » Série da HBO | Fim de Game of Thrones deixa fãs tristes, bravos e ansiosos por mais 21-05-2019 » Reforma da Previdência | Bolsonaro muda o tom e diz que 'valoriza Parlamento' 21-05-2019 » Piloto austríaco | Morre aos 70 anos Niki Lauda, tricampeão mundial de Fórmula 1 21-05-2019 » Rui Costa, da Bahia | Mensalidade em universidade pública não deve ser tabu, diz governador do PT 21-05-2019 » Felipe Francischini (PSL-PR) | Presidente da CCJ da Câmara diz que reforma tributária será votada na quarta-feira 21-05-2019 » Em Barão de Cocais (MG) | Por temor de que trepidações afetem barragem, Vale paralisa trem de carga 21-05-2019 » 'Vocês estão cegos' | Janaina Paschoal diz que deixará bancada do PSL e questiona sanidade de Jair Bolsonaro 21-05-2019 » O dia nos esportes | Abel é alvo de protesto no Flamengo, e Liziero, do SP, tem lesão 21-05-2019 » Marca carioca nega | Loja Três é acusada de racismo, assédio moral e gordofobia 21-05-2019 » Em áudio de Bolsonaro | Chamado de 'inimigo', executivo da Globo vai a evento no Planalto 21-05-2019 » De Globo a Record | Frustradas com Jair Bolsonaro, redes de TV adiam novos projetos 21-05-2019 » Resumo da segunda | Fofoca entre Poderes, barragem ameaçada e mais notícias do dia 21-05-2019 » no Brasileirão | Vasco e Grêmio vão brigar para não cair? Blogueiros opinam 21-05-2019 » Nina Lemos | Namorado que não aceita fim pode te matar 21-05-2019 » Joyce | Onde estão nossas referências? 21-05-2019 » Jairo Bouer | Conhecer riscos não impede uso de anabolizantes 21-05-2019 » Sakamoto | Como governar em uma democracia? 21-05-2019 » Vilarinho | Noiva, veja cuidados para preparar a pele 21-05-2019 » Josias de Souza | E se uma bala perdida do capitão atingir Guedes?
Publicidade
INTERSORFT 100 MEGA
corretora de seguros
17 de fevereiro de 2016

Wagner informou a empresários que Dilma sabe que não vai se recuperar, diz coluna

Foto: Urandi Acontece

Foto: Rede Acontece

O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, teria dito a empresários que a presidente Dilma Rousseff tem consciência de que a popularidade de seu governo não vai se recuperar até o final do mandato, em 2018. De acordo com o blog de Fernando Rodrigues, no UOL, a declaração foi dada durante jantar realizado nesta segunda-feira (15), em São Paulo, com um grupo similar ao que se encontrou em setembro de 2015 com o então ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Mesmo assim, Wagner teria dito para os empresários que Dilma espera deixar um legado no país: a reforma na Previdência Social. Apesar de enfrentar resistência dentro do próprio PT, a proposta seria fixar uma idade mínima para a aposentadoria e unificar o pagamento para homens, mulheres, funcionários públicos e trabalhadores do setor privado. Os participantes teriam gostado do discurso de Wagner, mas repetiram perguntas sobre gastos públicos. O chefe da Casa Civil teria rebatido que as despesas vão continuar a aumentar, porque isso é inevitável, mas que a ideia é colocar um teto que não ultrapasse o crescimento do PIB. Já a proposta para a CPMF seria que o imposto vigoraria por tempo determinado – um período de 2 anos – e sempre num cenário de aperto dos gastos públicos. Em nota, porém, a Casa Civil negou que Wagner tenha “dito a empresários que a presidenta Dilma Rousseff não recuperará a popularidade até o fim do mandato”. “Wagner esclarece que, em jantar reservado, na noite de segunda-feira (15), em São Paulo, afirmou que a presidenta Dilma Rousseff não está preocupada com a questão da popularidade, mas sim com o bem do país”, diz o texto. “Jaques Wagner manifestou que, ao conversar com o empresariado, está fazendo exatamente o que a presidenta quer, ou seja, discutir propostas para o Brasil”, completa a nota.


VOLTAR